Capítulo I

Janeiro de 2028

Sempre acreditei que deveria escrever um diário. Algumas das minhas amigas escrevem, mas eu nunca tinha feito. Talvez eu seja um pouquinho preguiçosa... Não sei... acho que também não queria muito contar minha vida pra ninguém, sabe? Detesto fofocas. Mas aí, pensei... pra quem você (meu diário) poderia contar? Ninguém nunca vai ler isso mesmo!

Aí, fiquei pensando, pensando, e fui adorando a ideia. No mínimo vou ter recordações importantes para visitar um dia. Tenho uma amiga que tem um diário há tanto tempo, que chama o diário de “tio”. É como se fosse um amigo mais velho dela. Acho isso muito legal. Só então descobri que com o diário é mais fácil falar né?... até porque ele não tá me ouvindo...ahahahahahaha...

Bom, com isso tudo na cabeça, comprei um book plasmático super lindo, cheio de flores e cores e com muito rosa, claro. Aliás, isso é uma coisa que você precisa saber, Sr. Diário, eu adoro rosa! Sim, eu sei que não sou mais criança e sei que poderia ter outra cor predileta. Mas não tem nenhuma mais bonita que rosa! Fazer o quê? Eu gosto e pronto. Além do mais, rosa lembra coisas amorosas, carinhosas, ternas, suaves e também um pouquinho frágeis e delicadas. Exatamente como eu.

Tenho umas amigas que acham que rosa é coisa de bebê. Eu acho um saco isso! Por que uma cor pode ser a única eleita para um bebê? Aliás, é como dizer que menina só pode usar rosa, vermelho ou amarelo... E que menino só pode usar azul, verde e branco. Que saco! Detesto essas convenções bobocas...

Enfim... esse texto é só para dizer que vou começar a escrever “em você”. Desculpe se eu te arranhar de vez em quando ou se te molhar com minhas lágrimas. Outro dia essa minha amiga do “tio diário” me disse que quando a gente escreve, a gente consegue se entender um pouco melhor. Começa a ver erros e acertos, começa a descobrir coisas sobre a gente mesmo... Só espero que eu não saia perdendo com isso... hahaha

Quero continuar como sou, saindo muito, dando muita risada com meus amigos e estudando para ser bióloga (ah é! Eu adoro plantas!).

É isso! Até outro dia, querido diário!

Beijocas virtuais e reais, AHUHA!!!

Naninha


Capítulo II

Janeiro de 2028

Bom, quero que você saiba que eu decidi que só vou escrever nos dias em que acontecerem coisas importantes. Tem dia que não acontece muita coisa né? Só escola, estudos, amigos... e as coisas de sempre. Tá bom, tá bom, corrigindo: escola, estudos e amigos são coisas importantes sim! Mas não vou escrever sobre eles porque senão teria que escrever todos os dias e sou um pouquinho preguiçosa pra isso. Ahahahahahaha.

Mas deixando essa conversa de lado, hoje foi tããããão diferente...Aliás, está tudo tããããão diferente...Eu mal completei 15 anos e já me sinto prestes a ter 20. Não sei explicar. Sei lá... hoje, me senti meio velha. Sei que não sou velha, mas parece que tem alguma coisa diferente para acontecer na minha vida e que pode mudar tudo... sei lá! Acho que isso é coisa de gente velha, né?

Eu tenho uma tia, irmã da minha mãe, que tem 38 anos e ela sempre diz que na vida existem sinais que não são óbvios, mas precisam ser respeitados. Ei, não estou falando de sinais de trânsito não!!! Estou falando de símbolos, pistas, dicas, coincidências e pequenas coisas que fazem a vida fazer sentido. Coisas que estão ali para indicar que a vida está além daquilo que vemos, ouvimos, cheiramos, provamos ou pegamos. Tem que ter alguma coisa além dos 5 sentidos né? Ui...senti um arrepio...

Fiquei pensando nisso. Será que esse meu pressentimento é um sinal? Ou alguém precisa me falar alguma coisa estranha para parecer isso? Será que preciso ver um fantasma para entender? Não sei...acho que não. Até porque acredito muito nessa minha tia... Ela é muito legal e fala umas coisas que minha mãe não gosta muito. Ehehehehehehehe...

Mas hoje foi a Mari quem me fez pensar. A Mari é uma amiga minha sabe? Ela é cheia de coisa... meio fresca, meio chatinha, mas super bonita e SUPER minha amiga! Eu amo a Mari! Todos os meninos querem ficar com ela, e eu e ela somos amigas desde que a gente nasceu... Nossas mães já eram amigas, então...nascemos amigas, praticamente! Nossas mães se conheceram em Cosmopax quando eram bem novinhas. Ahhhhhhhhh, querido diário, depois eu conto para você sobre o meu amor por Cosmopax. Não fique com ciúmes...

Então, hoje, a Mari me disse que gosta do Adam – lá da escola. Eles plantaram uma árvore juntos, na aula de Ecologia e ela falou que se apaixonou! Sei lá porquê! Eu não entendo essas coisas... Mas ela diz que é muito natural se apaixonar por um menino diferente a cada semana! Eu não acho!

Bom, aí, ela virou pra mim e disse:

- Você precisa gostar de alguém ou vai acabar sozinha!

 Eu pensei: será que foi um sinal?

 Beijocas virtuais e reais, AHUHA!!!

 Naninha

Capítulo III

Janeiro de 2028

Oi diário, tudo bem? Hahahaha Engraçado perguntar se está tudo bem... você é apenas um book plasmático (rosa e lindo, é verdade), mas um book plasmático! De repente já acho que você é uma pessoa. Bom... pra mim você é uma pessoa. Pronto! J

Bom, hoje foi um típico dia de férias (e essa moleza está acabando, como diria meu pai). Acordei tarde e minha mãe fez um suuuuper café da manhã delícia pra mim. Tinha de tudo que eu gosto... quer saber o que eu gosto? Ta bom... te conto! Hahaha Tinha torrada, suco, chocolate batido, geléia, queijo, requeijão, pão, bolo... hummm só de falar dá vontade de comer de novo! Não sou do tipo comilona, mas café da manhã de final de semana eu adoro mesmo!!!!! Pena que não dá para ser assim todo dia... a aula começa muito cedo! Mas minha mãe foi fofa! Adorei!

Aí, decidi que ia chamar a Tati, a Binhe, a Mari (depois lembrei que ela ta viajando) e a Lu para virem aqui em casa. Assim a gente podia ficar em Cosmopax juntas. Muuuuuito legal! Mas, no fim, vieram a Tati e a Lu só, porque a Binhe tava com dor de cabeça e achei ela meio irritada demais! Sei lá!

Mas as meninas vieram e foi ótimo! Passamos a tarde toda conversando sobre a festa de aniversário da Tati. Vai ser o máximo! Estamos planejando fazer uma balada real com temas de Cosmopax. Minha mãe me contou que isso era moda no tempo dela e agora todo mundo está fazendo isso de novo. É bem legal. Você faz uma festa em Cosmopax com todos os seus amigos e ao mesmo tempo faz uma festa em casa, com todo mundo caracterizado como seu pixtar. É um delírio!!!

Mas voltando ao assunto, aconteceu uma coisa... entramos em Cosmopax quando o Fabinho, um menino da escola, entrou e encontrou a gente. Nem lembro onde foi... sei lá! E ele começou a conversar com a gente, mas depois ficou conversando só comigo... não sei... achei estranho! Quer dizer... eu não achei estranho, mas a Tati e a Lu ficaram falando que o Fabinho ta gostando de mim... eu acho que não! Acho que é viagem das minhas amigas, mas... seria legal ter alguém gostando de mim! Hehehe (não conta pra ninguém que eu disse isso, diário)

Eu não quero nada com o Fabinho! De verdade! Acho ele um cara legal, inteligente (ele só tira boas notas) e... só! Não tem nada dele que faça meu coração disparar, sabe? É isso que é gostar de alguém, né? Então... não tem! Ele é meu amigo... e é um amigo muito legal!

Mas... eu preciso confessar uma coisa. Uma coisa que você não pode (MESMO) contar pra ninguém!!!!!!!! Hahahahaha Sempre acho engraçado quando peço isso! Bom, acontece que sou BV. Sim, sim... sou! E esse não é o tipo de coisa que se conta para ninguém, porque já tenho 15 anos e ninguém é mais BV. Ou... um monte de gente mente! Hahahaha

Então, pensei que na festa da Tati se o Fabinho realmente estiver gostando de mim eu podia resolver isso de uma vez! Beijar um menino na boca pela primeira vez...

Hummm como será que é? J

Beijos virtuais e reais,

Naninha

Capítulo IV

Fevereiro de 2028

As aulas voltaram, diário!

Tinha até esquecido como era acordar cedo! Hahahaha Mas daqui a pouco já vou achar tudo normal de novo! Eu tava com saudades da escola. Não sou nenhuma CDF, mas eu gosto de ir pra escola, assistir as aulas, conversar com meus amigos, combinar passeios, festas e as nossas conversas em Cosmopax... tudo muuuuuuito legal!

Bom, o que vou contar? Ah! A Mari voltou de viagem e ta suuuuuuper morena! Ta linda, na verdade! Todo mundo achou! Aí, o Adam (o menino da árvore, lembra?), foi todo se achando, mas... ela já esqueceu dele! Tadinho! Ela nem ligou para o que ele dizia e foi contando que conheceu um menino mais velho na viagem que é lindo, incrível e já tem 17 anos!

Achei que o Adam ficou meio arrasado... então, fui lá conversar com ele:

Eu:  A Mari é muito legal, mas ela é assim: volúvel! Ela muda de opinião muito rápido. É o jeito dela! Daqui a pouco, ela já vai ter esquecido o tal menino mais velho, Adam!

Ele:  Ta tudo bem...

Sei lá! Acho que ele entendeu! Eu acho que os meninos encaram as coisas de outro jeito! As meninas ficam mais tristes com coisas assim... os meninos vão jogar bola e pronto! Esquecem! Melhor pra eles, né?

Ah! Entraram duas meninas novas na classe! Uma veio de outra cidade: Roberta. E a outra chama Cassandra. Eu gostei das duas! As outras meninas ficaram falando que a Roberta parecia metida, mas eu não achei não! Aliás, descobrimos que já somos amigas em Cosmopax e já conversamos várias vezes, acredita? Demais! Eu gosto de conhecer gente nova! Especialmente gente que já conheço antes em Cosmopax! J

Já a Casandra tem um estilo mais fechado. Ela é meio misteriosa e tem uns olhos verdes que me dão medo. Sei lá, parece que lê pensamento! Só sei que conversamos um tempão e acho que seremos amigas! Ela também ADORA plantas, e na aula de ecologia disse um monte de coisas que ninguém sabia sobre as novas tecnologias para transformar a água do mar em água potável! Adorei saber!

Bom, a balada da Tati vai ser na semana que vem! Todo mundo já sabe e já está convidado!

Preciso pensar numa roupa...

Beijocas virtuais e reais,

Naninha

Capítulo V

Fevereiro de 2028

Diárioooooo! Hoje é o dia da festa! Eu to suuuuuuper animada! É sábado, mas já estou de pé desde muito cedo esperando minha mãe acordar! Já fui na Internet e fiz a seleção das roupas que eu quero. Já vi o que fica legal em mim e em quais lojas devemos entrar.

Tudo isso pra facilitar a vida da minha mãe, que prometeu ir comigo no shopping para comprar uma roupa nova para eu usar na festa! Ela vai me dar de presente! UHU!! Fiquei super feliz porque aqui em casa nunca ninguém ganha presente fora de hora sabe? Mas... acho que minha mãe entendeu meus sinais (que não são de trânsito) sobre a IMPORTÂNCIA dessa festa na minha vida!

No shopping, mesmo tendo feito a minha pré-seleção virtual, demorei para decidir o que queria. Afinal não é fácil encontrar uma roupa que combine ao mesmo tempo comigo e com o meu Pixtar. Ah, uma coisa importante para voce registrar: sou básica, sabe? Não gosto de chamar atenção demais, nem gosto de muitos acessórios...

Minha mãe odeia isso em mim! Hahahaha Ela adora trequinhos e mais trequinhos! Colares, brincos, anéis, pulseiras, bolsas, sapatos... Eu não gosto!  Até entendo que fica bonito nas outras meninas, mas acho que não combina comigo. Talvez seja porque eu ainda seja muito novinha...

Bom, é CLARO que achei a roupa certa para estrear minha BV: um vestido preto com florzinhas rosas bem pequenininhas! Ele é tomara-que-caia, curto e eu posso usar com tênis (que tem mais a minha cara). ADOREI! Aí, minha mãe me convenceu a levar uma fivelinha bem pequenininha para colocar no cabelo – uma borboletinha prata. Ficou realmente bacana todo o look!

Enquanto eu tava no shopping, a Tati me mandou uma mensagem perguntando que horas eu ia pra festa. A Lu também quis saber como era minha roupa nova. A Roberta (que já é nova amiga TOTAL) ligou no vídeo call para perguntar se ela podia ir comigo e me mostrar o vestidinho que ela vai usar. Amei. E a Mari entrou na conversa para contar ia sozinha porque o menino mais velho não queria ir em festa de pivete! Humpf!

Só a Cassandra não ligou, nem mandou mensagem. Tentei ligar pra ela, mas atendeu uma pessoa com uma voz meio computadorizada e falou que ela não estava. OK! Tudo certo! Troquei mensagem com todo mundo e já combinei tudo! Vamos para festa às 20h. Minha mãe vai levar.

Ahhh, uma coisa estranha aconteceu. Chegou uma mensagem do Fabinho perguntando se eu ia na festa! Respondi que sim e ele respondeu: Ainda bem! Te vejo lá!

Ainda bem? Como assim ainda bem???

Voltei pra casa e entrei em Cosmopax para ver se ele estava online e descobrir tudo sobre o ainda bem. Mas ele não estava conectado... Encontrei outras pessoas combinando ir para a festa e fui me arrumar...

Quem sabe o que vai acontecer hoje a noite ! Isso tudo porque eu nem gosto do de verdade do Fabinho hein... mas to empolgada, juro que estou! Hehehehe

Amanhã conto tudo!

Beijocas virtuais e reais, AHUHA!

Naninha

Capítulo VI

Fevereiro de 2028

Oi... hoje acordei mais tarde porque a festa acabou tarde. Minha mãe fez um super café, mas eu não tava com vontade. Sei lá o que me deu! Sem drama, hein? Credo! Bom, para resumir, a festa foi ótima, mas eu ainda sou BV. Pronto. É isso!

Mas, de verdade, não chega a ser de todo ruim. Eu realmente não gostava do Fabinho. Só pensei em beijar porque as meninas achavam que ele gostava de mim e eu queria beijar alguém na boca logo. Tá vendo? Quando você faz suas escolhas por motivos errados, nada dá certo! E não deu mesmo.

Vou contar. Cheguei na festa e estava tudo incrível. A Tati caprichou! Tinha DJ, uns ambientes suuuuper high tech, com muitas luzes, vídeos... Parecia mesmo que estávamos dentro de Cosmopax. Além disso, foi TODO mundo! Nossa! Tava muuuuuuuito cheia! Isso foi bem legal mesmo! A Mari chegou mais tarde, disse que tava brigando com o tal cara de 17 anos. Uma besteira sem fim, mas tudo bem! Ela se acabou de dançar! Hahaha foi engraçado!

Aí, o Bruninho me chamou de canto. Ele é SUPER meu amigo e está na minha classe desde que eu era pequena. Ele me perguntou se eu sabia de alguma coisa sobre a Mari e ele. Eu disse que não... e comecei a achar o papo bem estranho... Mas ele me disse que ele e a Mari já ficaram e ele queria saber se ele conseguiria ficar com ela de novo!!!!!!!!!

Fiquei chocada! Nenhum dos dois nunca me contou NADA! Ok, fiz o que qualquer amiga faria: fui falar com a Mari e perguntei na lata.

Mari, você já ficou com o Bruninho?”

Já sim Naninha

E você nunca me disse nada...

É porque eu lembrava que você gostou dele quando éramos pequenas e não queria que ficasse chateada comigo...

É verdade! Eu gostei mesmo dele e nem lembrava! Eu era muito pequena, não conta! Nem lembro como era gostar dele! Hahaha... Achei a Mari fofa por lembrar disso, e incentivei para eles ficarem de novo. Deu certo! Assim ela esquece o tal menino mais velho... Hahahaha

Bom, lá pelo meio da festa o Fabinho veio falar comigo e minhas amigas, estrategicamente, sumiram do meu lado! Ele ficou falando sobre a festa, o futebol, os meninos, da Mari e o Bruninho juntos... até que me disse que estava feliz por eu estar ali porque queria me pedir uma coisa...

Nessa hora, pensei: é agora! Será que eu quero que seja agora? Me preparei para fechar os olhos, fazer biquinho e receber a beijoca...

Aí, ele me pediu para falar com a Binhe e disse que estava gostando dela. Pronto. Acabou. Quer dizer... não acabou. Eu fui falar com a Binhe e os dois ficaram conversando juntinhos a noite toda. Acho até que ficaram! Mas diário, eu não fiquei triste não! Vi que ainda não foi dessa vez porque eu não gostava dele! Vai ser muuuuuuito mais legal quando eu encontrar o CARA certo!

Agora, o auge MESMO da balada pra mim veio depois!!!!! Quase no final da festa, eu tava conversando com as meninas e a luz apagou! Apagou tudo! Até achamos que era brincadeira dos meninos, mas não era. Simplesmente a luz apagou. Aí aconteceu uma coisa impressionante: de repente um ponto da festa, do meu lado direito, começou a se iluminar e quando olhei,  a Cassandra estava brilhando!!!

Brilhando mesmo!!! Ela tinha uma luz esverdeada em volta dela... mais ou menos como a cor dos olhos dela! Nossa! Foi a coisa maaaaaaaaaais impressionante que eu já vi! Fiquei completamente em choque! Senti um arrepio e ouvi um pequeno zumbido. Aí, a luz voltou e ela sumiu! A Cassandra simplesmente desapareceu C O M P L E T A M E N T E bem na minha frente!

Daí a Mari chegou ao meu lado e falou assim: Naninha, porque você está tão pálida? Mari...voce viu aquilo? A Cassandra brilhando...um brilho verde...E ela disse, como assim Naninha? Brilho? Cassandra? Verde? A Cassandra nem veio na festa...

Foi tudo muito esquisito mas achei melhor ficar quietinha e não falar mais nada. Depois disso, tentei desencanar e curtir a festa, dançando, rindo e paquerando. Foi uma delícia, todo mundo vestido de Pixtar, naquele clima maravilhoso de amizade e carinho. Mas confesso que fiquei pensando e com medo...como será que vou encarar a Cassandra na escola? Será que ela sabe que eu a vi? Será que eu vi mesmo o que acho que vi? Sei lá! Tudo estranho...

Beijocas virtuais e reais,

Naninha

Capítulo VII

Fevereiro de 2028

Oi Diário! Olha, essa balada ta rendendo viu? Ninguém parou de falar da festa da Tati até agora. Falaram de quem ficou com quem...de quem não é mais BV...de quem ainda é...e de quem ficou mais parecido com o seu próprio Pixtar. Parecia até cosplay de Cosmopax!

Mas mesmo ouvindo todas essas conversas, não consegui tirar da minha cabeça o momento em que a Cassandra brilhou (literalmente). Queria falar logo com ela, mas infelizmente, a menina só foi aparecer na escola na quarta-feira! Ficou indo pra aula remotamente por dois dias.

Ano passado quando fiquei gripada também fui pra aula remotamente, em vídeo-conferência. É legal mas é chato porque o bom mesmo é ficar ali pertinho da turma, né? Ah diário, mas quando ela apareceu no pátio na hora do intervalo, me enchi de coragem e fui lá perguntar se ela tava bem, já que tinha sumido no final da festa sem se despedir de ninguém.

Acredita que ela fingiu que nada tinha acontecido? Falou somente que os pais passaram lá pra buscá-la sem avisar justamente na hora em que faltou luz. Que cara de pau! Ou será que eu estou vendo coisas e ela não ficou brilhando coisa nenhuma.  Na verdade, eu queria chegar lá e perguntar na lata:

- Cassandra, como foi que você brilhou e depois sumiu? Como você conseguiu fazer isso? Porque?

Mas fiquei com vergonha. Vai que ela nega que tenha acontecido. Preciso confessar uma coisa diário: A Cassandra me dá medo. Desde o primeiro dia que a vi. É que ela olha pra gente como se visse através de nossos olhos, entende? É difícil explicar, ainda mais pra você que é um caderno plasmático. Ehehehehe...

Só sei dizer que ela tem uns olhos cheios de mistério... e como se isso não bastasse eu vi com meus próprios olhinhos que ela brilhou e depois sumiu! Enfim, no mais, ela pareceu super normal hoje. Participou das aulas... sempre do jeitinho dela, meio calada e com comentários inteligentes.

Depois, quando eu tava conversando com as meninas na porta da escola, vimos chegar um menino dirigindo (bem bonito, inclusive). Ele tava dentro de um carro todo diferente, parou na frente da escola e olhou pra gente. Ih...rimou. AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!!!

Mas o que me deixou de boca aberta mesmo foi o que vi quando o menino tirou os óculos escuros. Olhei para os olhos dele e imediatamente senti um arrepio!!!! Os olhos eram da mesma cor que os olhos da Cassandra e tinham a mesma intensidade de luz. Que meeeeeeeeeeeeeeeedo!!! Mas também que curiosidaaaaaaaaaaade!!! Senti até um aperto na boca do estomago. Eu hein...

Aí, eu e as meninas nos olhamos e vimos a Cassandra aparecer na porta da escola. Ela olhou para ele e, de repente, um gato meio roxo, meio lilás, subiu no colo dela! DO NADA!!! Juro! Nenhuma de nós (eu, Lu, Binhe e Tati) tínhamos visto o gato antes (nem no carro, nem na rua)! Ele simplesmente se materializou ali, na nossa frente.

Mas antes de entrar no carro, com aquele gato lindo no colo, Cassandra nos olhou e deu um tchau com um sorriso que simplesmente nos fez desmoronar. Foi encantador. Parecia que toda a paz do mundo estava com ela. Senti que alguma coisa especial iria acontecer com todos nós e que ela era totalmente do bem.

Depois, conversando com as meninas, chegamos a conclusão que ninguém sabe exatamente o que pensar da Cassandra. Ela é estranha, mas super inteligente. Ela é interessada e tem um olhar misterioso que dá um pouquinho de medo. Mas é uma garota legal, eu acho! E só eu sei que ela brilha! Exatamente como os Pixtars brilham em Cosmopax!

Ah sei lá! Não sei o que pensar! Fiquei tão intrigada que nem me lembrei mais da história do Fabinho, que, aliás, está mesmo super apaixonado pela Binhe.

Só fiquei pensando que o mundo é mesmo cheio de mistérios. A gente não sabe de nada...não controla nada...

Não sabemos o que somos, nem do que somos capazes! Talvez, a Cassandra saiba um pouquinho mais do que a gente e por isso consiga brilhar... sei lá! Pra falar a verdade tenho até um pouco de medo de pensar nessas coisas!

Huuuuuuuuuuuum....diário, mas tem uma coisa que eu preciso confessar. Não consegui parar de pensar naqueles olhos que saíram de trás dos óculos. Fiquei me perguntando quem era o garoto que buscou a Cassandra na escola. Será o irmão dela? E o gato? De onde apareceu aquele gato? Ele parecia ser tão inteligente que poderia falar...

Ai, ai... minha mãe fala uma frase que só agora estou começando a entender: há mais mistérios entre o céu e a terra, do que supõe nossa vã filosofia. Parece que foi um personagem de Shakespeare, Hamlet, quem falou isso. Puxa, Shakespeare escreveu isso há tanto tempo... e não é que e ele tem toda razão?

Puxa...acho que escrevi demais...

Beijinhos virtuais e reais,

(rimou de novo...AHAHAHAHAHAHAHAHA!!!)

 Naninha

 

Capítulo VIII

Março de 2028

Oi diário! Hoje é sábado, dia de futebol com meu pai e de muuuuuuito Cosmopax. Eu e as meninas combinamos de sair e ver um filme juntas... mas eu não estava com vontade, sabe? Fiquei de sair com elas amanhã. Hoje, decidi ficar em casa, ver o futebol com meu pai (que ADOOOORA) e depois me divertir um pouco em Cosmopax.

O único problema do dia é que o time do meu pai perdeu e ele ficou arrasado, mas... como tradição, tomamos um sorvete para afogar as mágoas (as dele, claro) e entrei em Cosmopax. (ah! Um detalhe: quando o time do meu pai ganha, saímos para comer pizza...hahaha... Meu pai faz questão!)

Antes de contar o que aconteceu em Cosmopax, vou fazer um comentário: futebol é uma coisa engraçada né? Assim... as pessoas amam seus times, choram, gritam e ficam fora de si! Isso nunca mudou. Acho engraçado e curioso como passa ano e vem ano e o futebol não muda suas características.

A gente ainda vê vídeos antigos, como os da Copa de 2014, com os mesmos 11 homens correndo atrás de uma bola e tentando fazer o gol (ou se defendendo dele)! O que muda é o que está em volta, claro! Os estádios hoje são muito mais modernos e a forma de assistir e de interagir com os jogadores é fantástica. Pela TV hoje dá até para mandar mensagens para o jogador em campo! Tem gente que manda mensagens direto pro juiz. Alguns mandam direto para a mãe do juiz!!! ahahahahahahahahahah

Bom, meu pai não foge a regra! Eu me divirto muito vendo o jogo com ele. Acho muito legal. Por exemplo, meu pai é um cara que nunca fala palavrão. Nunca, nunca, nunca. Mas quando ele está torcendo para o time do coração, fica tão bravo com o juiz que tenho medo dele falar palavrão e bater na TV. Mas... isso nunca acontece, claro. Ele só fica triste quando perde (e tomamos sorvete juntos), e feliz quando ganha (noite de pizza).

Depois do jogo eu entrei em Cosmopax e fiquei online tanto tempo que nem vi a hora passar. Foi muito legal! Tinha um monte de gente conversando e tentando decifrar o Oráculo de Keyboard. Minhas amigas estavam lá e ficamos um tempão batendo papo...

Mas, aí, aconteceu uma coisa: eu recebi um pedido de amizade de um menino (o que é muito normal em Cosmopax, porque todo mundo quer manter a energia positiva alta juntando muitos amigos). Ele falou que estuda numa escola perto da minha e que está em Cosmopax desde pequeno. Falou que SABE que Cosmopax abre passagens no tempo.

O pixtar dele é super bonito, todo cheio de coisa... como vou descrever? Ele parece, assim... um príncipe, sabe? Hahahahaha  Bom, fiquei conversando tanto com o “príncipe” (vou chamar o menino assim, tá?) que ele me chamou pra mudar de ambiente - porque as minhas amigas ficavam se metendo na conversa (e tava beeeeem engraçado pra falar a verdade... hehehe). Eu topei. Queria saber quem ele era, onde morava...

Fomos para frente do circo e ali ficamos falando da vida, da escola, das matérias, de computador... Mas, descobri que falei muito mais do que ouvi! Não sei quase nada dele... Só que ele tem 16 anos!!! Muito tonta!!! Enfim... foi bem divertido! Eu gostei do “príncipe”. Ele é muito educado e escreve muito bem.

Aí, do nada, ele me perguntou: Naninha, você namora alguém?

Se desse pra gaguejar em Cosmopax, eu tinha gaguejado! Juro! E foi bem nessa hora que minha mãe me chamou pra jantar. Avisei ao príncipe que precisava sair e que a gente se falava depois.

Nem preciso dizer que não comi nada, né?

Beijocas virtuais e reais, AHUHA!

Naninha

 

URGENTE! A mensagem que Sarah Link mandou do futuro.

Caros amigos Cosmopaxianos,

Depois de um sumiço inesperado e de passar por uma situação muito difícil, estou de volta. Finalmente a conexão eletromagnética voltou a ficar estável e o link mental/temporal que tenho com vocês e com Cosmopax voltou. Estou muito feliz!!!

Acho que nunca expliquei, mas eu vivo em 2056, ano em que os Pixcodelics foram convocados. Eu vi e vivi de perto todas as aventuras desta turma maravilhosa e, numa delas, acabei me envolvendo LITERALMENTE de corpo e alma na história dos cientistas desaparecidos. Depois disso...ai ai...deixa pra lá.

Parece estranho, eu sei, mas a verdade é que Cosmopax abre mesmo fendas temporais e escolhe algumas pessoas para viajar no tempo. Um dia vocês vão entender. Não posso explicar tudo agora. O que posso garantir é que sou uma pessoa real, que vive em 2056. Sei que vocês estão em 2011 e que graças ao seu amor, Cosmopax está transformando o futuro. As boas energias e as amizades podem mesmo mudar tudo. Basta acreditar. Mas ainda há muito o que fazer. Por isso, Pixtars, não desistam! Existem muitas batalhas que ainda não ganhamos e muitos perigos pela frente!

Agora mesmo, vamos entrar num desses momentos de aventura. Hoje aconteceu uma coisa impressionante. Eu estava tranquilamente na redação do Sunday Refresh, quando alguém bateu na porta do meu escritório. Abri a porta, vi apenas uma mulher vestida de preto indo embora e um pacotinho embrulhado em papel cor de rosa no chão. Tentei falar com ela, mas não tive sucesso. Neste pacote, havia um livro de tremendo valor, e uma pequena nota que dizia apenas: envie o que está escrito aqui para os habitantes de Cosmopax em 2011. Voltei pra minha mesa eeeee...abracadabra, minha conexão com vocês havia voltado.

Vocês podem não acreditar, mas está aqui na minha frente, nas minhas mãos, neste momento, o Diário da Naninha. Um book plasmático, com desenhos floridos, fitas e muitas colagens, que Naninha começou a escrever (muito bem, por sinal) quase um ano antes de tudo acontecer. Nesse diário ela conta um pouco mais sobre sua vida como uma adolescente normal em 2028. Fala de suas dúvidas, do que gosta, quais são seus maiores medos e seus sonhos. Conta que tem muitos amigos, que adora sair para passear e como começou a sua linda história de amor, que parece não ter terminado nada bem.

Ela também conta um pouco de seus pais e de como era sua vida. Fala do seu amor por Cosmopax e das revelações do Oráculo de Keyboard. Eu posso dizer que estou muito impressionada com toda a história. Principalmente porque sei que ela só parou de escrever no diário quando foi trancafiada no tal quarto misterioso, sozinha, sem acesso ao mundo externo e quase sem luz.

Por isso, sei que todos vão adorar conhecer a verdadeira trajetória dela e acompanhar cada uma das revelações do diário, exatamente como eu estou fazendo agora. Infelizmente não sei por quanto tempo poderei manter a minha conexão com vocês. Por isso, acho que é importante que todos entrem sempre em Cosmopax e mantenham a energia positiva em alta. Se isso não acontecer, toda essa história maravilhosa pode ficar presa entre o passado e o futuro, num portal eletromagnético qualquer. Vocês precisam ser fortes para me ajudar a liberar a energia mágica necessária. Só assim cada um vai entender o seu papel nessa impressionante aventura. Preparem seus corações.

 

Saudações Cosmopaxianas!

 

Sarah Link

Diretamente de 2056


Capítulo IX

Março de 2028

Querido diário...nunca mais encontrei o príncipe, acredita? Já faz UMA SEMANA e NADA aconteceu!!!!! Eu entro em Cosmopax todos os dias, fico lá um tempão conversando com as minha amigas, desvendando mistérios, passeando em todos os cantos para encontrar e... NADA. Não vi mais!!!

Fiquei meio triste com isso... ah, sei lá! É que ele me pareceu um cara bem legal. Não sei. Queria conversar com ele! Fiz até uma lista de perguntas para não esquecer de nada! Hahahaha Tudo bem... uma hora ele aparece!

Hoje o que está mesmo me deixando intrigada é uma fofoca que está rolando lá na escola. Tem gente falando (e MUITA gente ta falando) que a Cassandra tem conexão com o passado. Não entendi muito bem, mas parece que ela consegue conversar com pessoas que estão vivendo em um outro ano.

Quer dizer, pessoas que estão vivas e com outras idades, ANOS ANTES do que estamos AGORA!!! É difícil explicar, mas pelo o que entendi, ela poderia conversar com alguém que está vivendo em 2011, por exemplo!

Ou seja, é alguém que hoje tem a idade dos meus pais, mas quando ela conversa com eles, todos têm a minha idade, 15 anos!!! SURREAL!! Confesso que, se isso for mesmo verdade (e não invenção dos meninos da escola), é MEGA interessante!!! Imagina que demais???!!!!

Não se trata de falar com fantasmas (porque disso eu tenho medo), mas de poder mudar o passado e transformar o futuro de alguém! SUUUUUUUUPER SINISTRO!! Fiquei pensando nisso. Se a gente pudesse mudar o passado, o nosso HOJE não seria como é, né? Papo estranho... hahahahaha

Mas... exemplo: se eu pudesse voltar no tempo e ficasse com o Fabinho, hoje eu não seria mais BV e, mais do que isso, eu poderia estar namorando e a Binhe estaria triste. Ou eu teria terminado com ele porque conheci um outro príncipe e esqueci do primeiro beijo!! Coisa de doida!!!

Enfim, brincadeiras a parte, será que é mesmo verdade? Pelo o que ouvi até o tal gato lilás (saído do NADA) ajuda nessa conexão. Parece que ela consegue falar através de Cosmopax, na verdade... um dos portais eletromagnéticos que ela teve acesso, deixou ela fazer isso!!

Sei lá!! Juro que não sei! Mas é o tipo de coisa que me intriga...

Por isso, nasce agora uma investigadora, diário! Quero descobrir que portal pode ser esse! Quero falar com quem está no passado e quem sabe assim entender melhor o meu presente e deixar o futuro INCRÍVEL!!! Imagina que legal conversar com meus pais (quando eles nem pensavam em casar ou ter uma filha)???!!!!! Imagina?????

Por isso: nasce agora uma detetive!

Beijocas virtuais e reais, AHUHA!

Naninha


Capítulo X

Março de 2028

Diário! Hoje na escola foi uma confusão só! Preciso contar!

Bom, dentro da escola tem uma árvore linda! Ela é enorme, enorme...muito grande mesmo! Tão grande que quando eu era bem pequena as professoras falavam que ela tomou muito fermento para ficar daquele jeito. Hahahahaha Haja fermento, porque ela cresceu como poucas crescem.

Ela fica bem no meio do pátio. Não incomoda ninguém e dá uma sombra incrível para os intervalos serem mais frescos, para os namorados ficarem ali embaixo, para ler, estudar, escutar música, conversar com os amigos, comer... é uma delícia ter aquela árvore ali. Juro! Todo mundo ama!

Todos os anos essa árvore sofre uma poda muito grande, que a gente sabe ser necessária, mas que deixa todo mundo meio triste... Porque somos todos APAIXONADOS por ela! Só que este ano foi cruel demais...

Estávamos todos em aula... a gente ouviu a serra elétrica, mas ninguém pensou que seria mais sofrido do que das outras vezes... achamos que era a tal poda anual! Mas não era só isso!!!! Todo mundo estava com um pressentimento estranho... E só descobrimos o problema porque o Pedro (que é meio bagunceiro) viu e saiu pelos corredores das classes gritando:

- ESTÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃOOOO MATAAAAAAANDO NOOOOOSSA ÁÁÁÁÁÁRVORE!!!!

Escândalo total! Todo mundo foi para o pátio ver, gritar, pedir para que parassem!! Foi aí que algo incrível aconteceu: a Cassandra pegou a minha mão, pegou a mão da Tati, da Binhe, da Lu, começou a chamar os meninos e todo mundo que estava por perto para fazer uma corrente em volta da árvore!

Fizemos uma corrente enorme, todos de mãos dadas, cercando a árvore e os caras com as serras. E ficamos ali, enquanto as diretoras pediam para que a gente deixasse que eles fizessem o trabalho. Elas falavam que a árvore não ia morrer. Que eles iriam cortar alguns galhos e (não sei como) uma parte da raiz que estava para fora da grama!!!!!! Acredita nisso? Queriam cortar uma parte da raiz!!!!

Mas a gente ignorou completamente. Ficamos olhando, e pedindo, e rezando, e brigando para que eles parassem! Até que a Cassandra gritou muito alto (mas muito alto mesmo). Tão alto que arrepiou todo mundo e calou o serrote:

- NOSSA FORÇA POSITIVA NÃO VAI DEIXAR A ÁRVORE MORRER E VAI FAZER COM QUE VOCÊS PAREM, AGOOOOOOOOOOOOOOOOOORA!!

E aí, ela deu o grito de Cosmopax e todo mundo gritou junto:

- AHUHA!!!

É claro que ele pararam!!!!!! E a gente começou a aplaudir e gritar de felicidade! Foi uma das coisas mais bonitas e importantes que participei, juro! Foi lindo MESMO!!!

Depois disso, a Cassandra passou de uma menina estranha, para quase haroína! – mas... ainda vou descobrir aquela história de falar com o passado e do brilho! Ah...Vou sim!

Beijocas virtuais e reais, AHUHA!!! (mais do que nunca, AHUHA, HÁ, HÊ!!!)

Naninha


Capítulo XI

Março de 2028

Diário, tudo bem? Hahaha

Bom, comigo ta tudo lindo! Sabe por quê? Encontrei o “príncipe” em Cosmopax e passamos hoooooooooooras conversando! Ele realmente é beeeeeeeeeeem incrível! Super inteligente! Precisa só ver!! (hahaha você não vai ver nada, mas tudo bem!)

Ficamos lá conversando sem parar e consegui fazer todas as perguntas que eu queria!!! Ele respondeu todas, claro! Foi suuuuuuuuuuuuuper fofo!

Quer saber qual foi a lista de perguntas? Eu conto!

- Cidade.

Ele é daqui mesmo – fiquei SUPER feliz por isso!!! J

- Idade.

16, e ele já tinha me contado.

- Onde estuda.

Suuuuuuuuuper pertinho da minha escola.

- Se vai aos encontros de Cosmopax.

Disse que sempre que pode está lá. Isso quer dizer que já posso ter encontrado com ele e nem sei!

- Como ele criou um Pixtar tão legal.

Ele me contou que demorou para fazer, mas que usou a referência dos pixtars usados na família dele. Todos eles fazem parte a tribo dos COMPLEXOS em Cosmopax. Ele falou que seus pais ajudaram a criar o clã quando se conheceram em Cosmopax. Anos atrás.

Diário, olha que coincidência TOTAL!!! Os pais dele também se conheceram em Cosmopax!! Não é demais?

E o mais bacana é que os meus pais também ajudaram a criar uma tribo em Cosmopax. Teve uma época em que todo mundo tinha uma tribo, mas hoje em dia só existem duas. E meus pais e eu somos da tribo dos GENUÍNOS. Eu soube até que há muito tempo atrás houve uma espécie de guerra entre COMPLEXOS e GENUÍNOS. Mas acho que isso é só um detalhe né?

Bom, aí, terminamos o papo e eu perguntei aquilo que não respondi na outra vez:

Você namora?

E ele disse que só respondia se eu falasse primeiro, afinal ele já tinha feito essa pergunta!

Putz! Gelei!! O que eu ia dizer?

“Não tenho namorado, nem nunca beijei na boca!!”

Não podia dizer isso! Imagina? Ele ia me achar uma criança idiota!! Claro que ia... ainda mais porque ele é mais velho! Me disse até que já dirige carro!! Parece que os pais dele fizeram um negócio chamado emancipação – que é para os filhos de 16 já terem direitos que só os de 18 anos têm.

Enfim... não sou emancipada, tenho 15 anos, nunca fui beijada e (CLARO) não tenho namorado!!! E muito menos carro!!! AHAHAHAHAHAH!!!

Aí, morrendo de vergonha, respondi:

Não tenho namorado. E você, tem uma namorada?

E ele me disse:

Não. Estou querendo conhecer uma menina especial.

Eita... Quase morri!

Beijocas virtuais e reais,

Naninha

Capítulo XII

Março de 2028

Oi, Diário! Preciso dizer estou levando super a sério aquela história de descobrir os mistérios da Cassandra. O brilho, o gato e a conexão com outros tempos...ui...que arrepio...

Mas, confesso, está difícil. A Cassandra é uma pessoa que passa tranqüilidade e ao mesmo tempo medo. Dá realmente a impressão que ela SABE tudo o que está falando e SABE de tudo o que está acontecendo. E, se ela SABE de tudo, parece que também já conhece as minhas intenções. Complexo isso, né? (minha mãe sempre usa essa palavra: complexo. E eu gosto! Hahahaah).

Eu hein...parece que a Cassandra lê pensamento...

Bom, resolvi que eu precisava começar a investigar assim mesmo. Não poderia me deixar levar pelo medo. Afinal, o que poderia acontecer de errado? O máximo seria não descobrir nada! Então... tudo certo!

Comecei a investigação voltando mentalmente a tal festa! Relendo você, Diário, vi que quando percebi a Cassandra brilhando, com aquela linda e forte luz esverdeada, perguntei para as meninas se alguém também viu e todos me acharam meio louca. Ou seja, só eu vi mesmo! Porque louca eu não sou!!!

Mas aí, lembrei de outro acontecimento nessa mesma hora (na festa). A Mari me disse que a Cassandra não tinha ido na festa. Mas ela estava lá. Todos viram, todos falaram com ela, até que ela desapareceu sem dar tchau para ninguém. Será que a Mari não a viu mesmo, ou a Cassandra pode ficar invisível para algumas pessoas?

Imbuída do meu espírito investigativo (que chique), fui falar com a Mari e ela confirmou que não viu a Cassandra na festa. Perguntei se ela soube da história do gato e da conexão com outros tempos... Ela me disse que até ouviu, mas achava tudo isso uma bobagem tão grande que não ligava a mínima. Aí, do nada, ela falou assim:

- Se a Cassandra é estranha, problema dela. Vai virar a fofoca nacional!! Aliás, fofoca mundial porque vai cair na net!

E então começou a rir muito. Achei super estranho. De repente me dei conta que no dia do lance da árvore, a Mari estava na escola mas não fez parte da turma que deu as mãos. Não sei porquê... Lembro de falar com ela na classe, lembro de rir com ela no intervalo... e, pior, me lembro de falar: Mari, vamos descer! Estão cortando a árvore!

Mas ela não desceu! Por que não? Por que achava tudo aquilo uma bobagem? Tentei questionar tudo isso com ela, mas ela riu de um jeito lindo que só ela consegue fazer (e é assim que convence professores, pais e amigos a fazerem tudo o que ela quer) e foi embora. Fiquei ali plantada com cara de idiota pensando que realmente vai ser difícil decifrar esse mistério!

Aí, voltei pra casa e entrei em Cosmopax. Pra minha felicidade encontrei o Príncipe e falamos um tempinho... ele é tudo de bom! No final da conversa, acabei contando para ele que estava tentando descobrir umas coisas estranhas que aconteceram na escola... como ainda não o conheço direito achei melhor não contar detalhes, só disse que estava difícil entender...

Para minha surpresa ele disse uma coisa que me arrepiou:

Tem coisas que você não precisa saber. Não precisa descobrir. Você só tem que sentir.


Beijocas virtuais e reais, AHUHA!

Naninha

Capítulo XIII – INEXISTENTE

Março de 2028

Caros Amigos Cosmopaxianos,

É com muito pesar que informo a falta de algumas páginas do Diário da Naninha. Sei que vocês estão curiosos e, assim como eu, estão acompanhando a história e tentando descobrir um pouco mais da vida dessa menina e porque algumas coisas aconteceram com ela. Mas infelizmente, o diário tem páginas rasgadas, cortadas, arrancadas e até rabiscadas.

Minha suspeita é que Naninha começou a entrar num caminho de descobertas e alguém não queria que isso acontecesse. Alguém, por algum motivo, acreditou que, se ela descobrisse e registrasse isso em um diário, poderia ser prejudicial a ela ou a sua família!

Com a minha experiência de jornalista, devo dizer que alguma coisa muito estranha aconteceu nesse final de março e no mês de abril inteiro! O que dá pra ler do diário (entre esses quase dois meses) são alguns fragmentos de páginas com algumas poucas palavras e frases que não têm sentido, quando soltas dessa forma...

Queria muito dividir isso com vocês para, quem sabe, conseguir ajuda para descobrir o que pode estar por trás disso tudo. Será uma única pessoa querendo destruir o conhecimento de Naninha e, talvez, o nosso? Será que o tal príncipe está envolvido nisso? E a Mari, por que não liga para a Cassandra? O brilho esverdeado pode ter sido um CHAMADO? O gato lilás é um mensageiro? Cosmopax abre mesmo passagens para mundos desconhecidos? Por que isso aconteceu a partir do capítulo XIII que. como todos sabem, é um número mágico?

Eu não sei. Mas pretendo descobrir e contar para vocês o quanto antes. Assim como preciso da ajuda de vocês para minhas investigações. Por isso, divulgo abaixo as frases e poucas palavras que ainda se consegue ler nesses quase dois meses de ausência.

- FALEI COM A MARI, ELA COMEÇOU A CHORAR.

- O PRÍNCIPE ME APOIA SEMPRE QUE PRECISO. MAS AINDA NÃO ME SINTO SEGURA. MEUS PAIS NÃO CONFIAM TOTALMENTE NOS COMPLEXOS, MESMO DEPOIS DA PAZ TER SIDO ASSINADA.

- MEU DEUS! O GATO LILÁS PARECIA ESTAR FALANDO!!!

- JÁ SEI O QUE PODE ESTAR ACONTECENDO...

- MINHA MÃE PEDIU AJUDA AO CONSELHO SUPREMO.

- A CASSANDRA VEIO AQUI EM CASA. ELA E O PRÍNCIPE...

- NÃO, NÃO!!!!!

- BZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ....

- VOU DESCOBRIR!

É isso. Infelizmente, não consigo decifrar nada ainda. Mas estou atrás das informações. Assim como estou buscando pela pessoa que deixou o diário aqui. Estou muito próxima da verdade e vocês serão os primeiros a saber de tudo. Garanto!

Por enquanto peço que vocês me ajudem a descobrir esse sumiço! Por favor, escrevam e me contem o que vocês acham.

A partir da próxima semana, voltamos com o Diário da Naninnha, a partir do Capítulo XXI, em maio de 2028.

Quem sabe lendo o restante conseguimos descobrir mais alguma informação?

Saudações Cosmopaxianas!

Sarah Link

Diretamente de 2056

Capítulo XXI

Maio de 2028

Querido Diário! Finalmente abril acabou! Que confusão! Pelo menos, estou mais tranqüila agora... sem provas e sem tantos problema. Algumas coisas não foram resolvidas, nem descobertas, mas acho que com o tempo tudo vai se esclarecer.

Minha maior preocupação é que Mari ainda não fala comigo direito. A gente se cumprimenta, mas ela mal sorri. Eu não sei mais o que fazer... tanto tempo de amizade e agora, isso... Muito triste!

Conversei com o Príncipe sobre isso em Cosmopax. Ele acha que com o tempo tudo vai passar e voltaremos a ser amigas como sempre fomos. Mas tenho dúvidas, sabe? Ela não foi a melhor pessoa do mundo né? Mas também não causou nada grave... sei lá o que pensar!

A Cassandra veio conversar comigo sobre isso outro dia. Engraçado, todas as vezes que ela se aproxima eu lembro da luz esverdeada em torno dela no dia da festa. Na mesma hora meu corpo relaxa completamente e começo a ouvir uns sussurros bem baixinhos dentro de minha cabeça. É difícil explicar, mas é como se eu pudesse ouvir pensamentos... Hahahaha (risinho nervoso)...eu hein...

Bom, mas voltando, na conversa Cassandra me disse que Mari é só uma menina que precisa estudar mais e se preparar para os desafios que o mundo vai dar a ela. E que foi por pensar em muita besteira que ela se perdeu...

Confesso que na hora concordei com Cassandra. Aliás, é difícil discordar dela! As palavras parecem sair com tanta facilidade, que a gente acredita que ela está dizendo a maior verdade do mundo, sabe???

Mas mesmo assim, ainda me preocupo em como vai ser daqui pra frente com essa história da Mari e do Príncipe...

Beijocas virtuais e reais, AHUHA!!!

Naninha

 

Capítulo XXII

Maio de 2028

Oi Diário! Como está você e sua linda capa rosa??? Hahahaha Como você pode notar eu estou de SUUUUUUUUUUUUPER bom humor! Hahahahahaha

Pois é! Hoje a vida está muuuuuuuuuuuuuuuito cor de rosa! Do jeito que eu ADORO!!!

Ta bom, ta bom... não vou deixar você tão curioso! Vou contar! Ontem de noite eu fiquei conversando com o Príncipe até muito tarde! Eu nem sei que horas eram! Hahaha Se meu pai sabe que fiquei acordada até tão tarde, me mata! Mas ele precisa entender que era uma coisa MUITO IMPORTANTE!! Hahaha

 Bom, a gente falou de tudo (como sempre)! Até que ele disse:

- Eu precisava falar uma coisa com você...

Pensei AIMEUDEUS!!! O que ele quer falar comigo? Mas só disse:

- Pode dizer...

- Acontece que estou gostando muito de uma garota e não sei como falar isso...

- (medooooooooo) Não sabe? Ué... fala com ela! Não é melhor?

- É... mas e se ela não gostar de mim?

- Vocês são amigos? Já se falam?

- A gente se fala quase todos os dias no último mês...

- Então, ela já gosta de você!  (dããããã – fui idiota, eu sei!! hahaha)

- Acho que sim... mas não sei se ela gosta de mim do mesmo jeito que eu gosto dela... sabe?

- (completamente gelada) Entendo... mas é melhor você falar com ela, não acha? Só assim você vai descobrir...

- Tem outro problema! A gente nunca se viu pessoalmente!

- (quase morreeeeendo) Juuuuura??

- Juro. Acho que ta na hora de conhecê-la ao vivo, não acha?

- (perdendo o ar completamente) Acho...

- Assim posso conhecer a menina de verdade e, de repente, descobrir se ela sente a mesma coisa por mim, não acha?

- (sem a menor noção de que o planeta é redondo) Acho...

- Então... Quando a gente pode se ver?

Morri!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Hahahahahahahahahahaha

Existe dia melhor que esse? Não... nunca existiu, nem vai existir! Nada será melhor do que hoje! NADA, NADA, NADA!!!

Marcamos um encontro para o final de semana. Até lá não sei o que vou fazer... como não pensar nisso, diário???? Como comer?? Como ir para escola depois disso??? Como pensar na Mari, na Cassandra, nos mistérios da vida??? COMO????????????

A única coisa que penso é: o dia já acabou? Amanhã já passou? Hoje já é sábado??????

Beijocas virtuais e reais! AHUHA!

 Naninha

Capítulo XXIII

Maio de 2028

Diário!!!!!!!!!!!!!!!!

Você NÃO vai acreditar!! Hahahaha (adoro tratar você como pessoa) Eu e o Príncipe marcamos, certo? Tudo certinho: lugar, dia, hora e até roupa (afinal, nunca nos vimos!!). Aí, tomei coragem eeeeeeeeeeeeeeeee...fui!

Eu estava tão, tão, tão nervosa que foi difícil escolher a roupa! Falei pra ele que ia com uma roupa que ficou HORROROSA quando eu experimentei! Não dava né? Precisava estar linda! Aí, troquei! Deveria ter falado que ia com um lenço no pescoço ou qualquer coisa que me permitisse ter flexibilidade. Mas...as vezes um erro pode salvar o dia.

Ele me disse que estaria usando uma camiseta com o Pixtar holográfico dele estampado. Então,  pensei, vai ser super fácil identificar meu Príncipe. Tudo bem mudar de roupa, certo? CERTO! E assim eu também poderia ficar de longe... analisando (hehehe) antes de falar com ele. Podia até sair correndo (o que não faria de jeito nenhum), enfim... podia ser bom pra mim. E foi a melhor coisa que eu fiz! De verdade!

Eu conto, calma! A gente marcou em um parque, na frente de um lugar que vende o melhor sorvete da cidade. Bom, chegando lá, tinha um monte de gente – aquela coisa de sábado, numa tarde de sol. Tava todo o MUNDO lá! Impressionante! E quando digo TODO MUNDO, realmente quero dizer TODO MUNDO. Um monte de gente de Cosmopax (que estavam, inclusive on line), da Escola...a Mari. Pois é... Olha que coisa!

Quando olhei pra ela senti um frio na espinha... Depois de tudo o que aconteceu eu não consigo encarar a Mari do mesmo jeito. É estranho demais. Bom, tentei me esconder para que ela não me visse e fiquei num canto procurando o Príncipe, que já estava atrasado.

Aí, vi que a Mari estava conversando com um menino alto, moreno, que usava bermuda, camiseta e tênis. Ele estava de costas para mim, mas vi que ela ria muito, encostava no braço dele, falava daquele jeito que só a Mari sabe falar...puro charme...fiquei com vontade de falar com ela...mas, no final das contas,  eu não estava ali por ela e sim pelo Príncipe.

O fato é que ele estava demorando demais. Comprei uma água, sentei, senti o Sol tocar minha pele, cantarolei umas musiquinhas e vi que, em algum momento, a Mari e o menino entraram para comprar sorvete. Fiquei com a cabeça meio baixa para que ela não me visse. Levantei só um pouco a cabeça para ver a cara do menino. Mas antes que eu pudesse ver, vi a estampa da camiseta. Sim, exatamente o que você deveria estar pensando (caso você pensasse), Diário. ERA O PRÍNCIPE.

Na camiseta dele estava o pixtar dos meus sonhos. Estava ali estampado no peito dele todas as minhas noites pensando, nossas conversas e encontros em Cosmopax. TUDO. Estava tudo ali... seria perfeito, não fosse a Mari também estar ali. Ali, e olhando para mim!!

Olha, se eu pudesse fugir, fugia. Mas não deu. Ela deu um sorriso meio sem graça e eu olhei pude ver o rosto do príncipe. E aí, meu mundo parou: ele tem olhos verdes!! Um verde que eu já tinha visto e que sempre me deu frio na barriga... Era ele!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! O Príncipe é o irmão da Cassandra!

Mas por que ele é amigo da Mari? A verdade, a pergunta é: como é que ele é amigo da Mari? Como?

Ele mal me viu. Eu levantei, fui para porta e agradeci aos Céus por estar com a roupa diferente do que combinei. Não sei o que vou dizer pra ele, mas sei que preciso pensar... Tudo está muito confuso agora. Muito confuso!

Beijocas virtuais e reais,

Naninha

Capítulo XXIV

Maio de 2028

Aaaaai Diário...

Sou uma péssima repórter investigativa! Queria ter o jeito e estilo da Sarah Link, sabe? Sou super fã dela...sempre leio o que ela escreve no Sunday Refresh e me encanto! Ela está sempre ligada em tudo e em todos. É muito bacana! Descobre pessoas, fala de gente que sumiu, conta experiências... mas eu não sou assim! Não to descobrindo NADA sobre a Cassandra e ta me dando um nervooooooooooso!

Bom, não falei mais com o Príncipe. Quer dizer... falei! Eu estava em Cosmopax e encontrei com ele, pedi desculpas por não ter ido e menti dizendo que minha mãe teve um problema e precisou de mim. ODEIO mentir, mas não quero falar com ele ainda...estou confusa. Meu coração tá confuso. Preciso descobrir alguma coisa que faça sentido!

Ele disse que ficou chateado, mas entendeu que foi uma emergência e disse que ele também sempre obedece a mãe. Paciência...mas ainda bem que ele caiu na mentira porque eu preciso de mais tempo!

Na conversa perguntei se ele tinha esperado muito tempo por mim e ele disse que sim, mas ficou conversando com uns amigos que estavam por ali. Minha vontade era gritar:

     - Que amigos? Só vi você falando com a Mari!!!

Mas eu não disse nada, claro! Preciso pensar mais! Fui pra aula e a Mari veio toda tímida (agora ela tem um pouco de medo de mim...sei lá) perguntar se eu estava bem. Nessa mesma hora senti uma presença atrás de mim e quando olhei era a Cassandra e ela BRILHAVA!!  No meio do colégio, no pátio e ela ficou toda verde!!! De novo!

Aí, olhei para ela e depois para a Mari que só estava olhando para mim! Eu não consegui dizer nada! Diário, eu sei que você não sonha, mas eu já tive sonhos nos quais acontece alguma coisa assustadora, eu tento gritar, mas a voz não sai, sabe? Foi mais ou menos o que aconteceu! Só que eu não fiquei com medo, só não consegui falar nada!  Fiquei ali olhando para a Mari e para a Cassandra toda luminosa!

Olhei também para os lados para ver se alguém mais estava vendo aquilo, mas as pessoas conversavam normalmente. A Binhe me viu de longe e fez uma cara de preocupada... mas depois me deu um “tchau” e sorriu. Acho que ela se preocupou com o fato da Mari estar ali, mas não com o fato da Cassandra estar brilhando!!!

Quando virei de novo para a Cassandra, ela tinha sumido, mas ainda restou um pouco da luz verde no lugar onde ela estava parada. Estiquei o braço para tentar tocar ou sentir aquilo e me deu um arrepio. Ela sumiu. Assim...do anda. Simplesmente sumiu. E eu, na hora, comecei a ouvir um zumbido...

Enquanto isso acontecea, eu esqueci completamente da Mari. Ela ficou ali me olhando de um jeito triste e quando olhei pra ela de novo, ela disse:

     - Você nunca vai me perdoar, né?

Naquela hora, eu nem lembrava mais do que ela estava falando e continuei muda. Ela virou as costas e foi embora. Eu nem vi... fui procurar a Cassandra e me avisaram que ela tinha ido embora na hora do primeiro intervalo. MAS COMO IDO EMBORA NO PRIMEIRO INTERVALO SE EU A TINHA VISTO BRILHANDO 5 MINUTOS ATRÁS???

Beijocas virtuais e reais, AHUHA!

Naninha

Capítulo XXV

Maio de 2028

Oi,

Olha, Diário! A vida já foi mais fácil. Muito mais! E ninguém brilhava só pra mim e o Príncipe era só um príncipe com quem eu conversava em Cosmopax. Agora a vida ta difícil de entender e estou começando a me preocupar.

Eu voltei a falar com o Príncipe todos os dias. Ele é um fofo!!! Acha que eu estou preocupada demais e quer me ajudar! O pior é que ele pensa isso porque contei que minha mãe estava com um problema! Ou seja, eu menti e ele está tentando ajudar a minha mentira!! É horrível isso!! Não sei mentir... sou ruim nisso! Mas, é só por um tempo... vou contar a verdade, assim que descobrir qual é a verdade!! (seria engraçado se não fosse preocupante).

Bom, ele me contou que tem uma irmã e que se dá muito bem com ela. Disse que ela é uma menina diferente, que parece estar anos-luz a frente das pessoas porque consegue entender todo mundo de um jeito diferente dos outros! Ele disse:

     - Minha irmã é muito especial. Ela parece ter um sexto sentido. Parece olhar através das pessoas...as vezes sinto que ela pode ler meus pensamentos.

OLHA ISSO!!!  Quase falei pra ele: eu sei! Sua irmã é a pessoa que aparece brilhando para mim! A pessoa que antes me dava medo e agora me acalma, mesmo que eu fique com um pouco de medo quando ela brilha. Uma das meninas mais inteligentes que conheci na vida... Que fala de tecnologia com a mesma naturalidade que fala de plantas, pessoas, animais...

Mesmo assim... eu pensei que poderia estar exagerando. Talvez ele nem fosse o irmão dela! De repente, do nada, resolvi tirar a dúvida e perguntei: como é o nome da sua irmã? E Ele respondeu na lata, sem titubear...Cassandra! Minha irmã se chama Cassandra. OOOOOOHHHHHHH MYYYYYYYYYYYY GOOOOOOOD!  Suspeita confirmada!

Difícil tudo isso... e o mais estranho foi o que aconteceu em Cosmopax logo na sequencia. Pensei em perguntar ao Príncipe se ele gostava de gatos, mas antes que pudesse pronunciar qualquer palavra, começou um terremoto, tudo ficou escuro e ele desapareceu. Aí, apareceu um círculo de luz ao meu lado e eu decidi chegar perto... fui puxada para dentro de um portal! Não sei o que aconteceu, mas ficou tudo escuro e eu não via nada.

Nunca tinha passado por essa experiência de não enxergar nada dentro de um mundo virtual. Minha mãe me falou que na época dela em Cosmopax todos ficavam apenas olhando o mundo na telinha e que de vez em quando tudo ficava escuro mesmo. Mas hoje, com capacete 3D, macacão de contato e plataforma de movimentação, a sensação é de que realmente estamos dentro de Cosmopax. E lá nunca fica escuro. Aliás, A-D-O-R-O a sensação de vestir meu Pixtar. A-D-O-R-O!!!

Bem, só sei que de repente apareci de novo no mesmo lugar aonde estava antes do terremoto, da luz e do portal. Só que não tinha mais ninguém ali. Só eu... quer dizer, depois vi que o Príncipe continuava ali...Tentei falar com ele, mas ele não meu ouvia. Ele gritava meu nome e percebi que ele também não me via... Comecei a ficar desesperada, até que vi o gato! O GATO LILÁS da Cassandra passou do meu lado e eu fiquei olhando abismada!

Fiquei toda arrepiada no mundo real. Um frio profundo na espinha varreu meu corpo. Como é que pode? Queria perguntar dele e ele apareceu aqui! BEM AQUI!  Aí, ele veio, passou se roçando nas minhas pernas, olhou pra mim e eu pude ver que ele também tem olhos verdes... 

De repente outro terremoto e a Hard Drive St. ficou totalmente vazia. O Príncipe sumiu e eu fiquei me sentindo sozinha, desamparada e com frio. Um forte zumbido preencheu meus ouvidos e uma certeza me fez estremecer de medo: tudo que eu tinha ouvido falar sobre o Oráculo de Keyboard era pura verdade e estava acontecendo ali, agora, comigo e com todos os Pixtars do mundo.

Beijocas virtuais e reais, AHUHA!

Naninha

Capítulo XXVI

Maio de 2028

Oi Diário,

Finalmente eu e o Príncipe marcamos outro encontro. Como não estou falando muito com a Mari não consegui descobrir qual a relação dela com ele... mas vou chegar lá! O fato é que preciso conhecer o menino! Conversar de verdade e descobrir mais alguma coisa... sei lá!

Por enquanto só sei que a gente marcou num outro lugar e pedi para que fosse mais sossegado porque a sorveteria era muito cheia. Ele topou. Falou que vai de novo com a camiseta do Pixtar dele. Eu decidi usar o mesmo vestido que usei na festa da Tati.

Pronto! Vai acontecer! Alguma hora este momento tinha que chegar...então... que seja logo! De repente eu descubro mais coisas, de repente é mais bacana do que eu imagino ou muito mais fácil do que a minha cabeça complicada consegue sonhar... não sei! Hahahaha.

A minha mãe vive dizendo que eu penso muito e que é por isso que ainda não beijei ninguém... quero tudo tão perfeitinho que não existe! Talvez ela tenha mesmo razão... mas é que quero uma coisa especial, não qualquer coisa!

Bom, mais um tempo até o final de semana do encontro e uma semana de provas dificílimas no colégio! Estudei a semana inteira. Muuuuuuuuuuuito. Agora é confiar na memória e fazer as provas! (tentando esquecer um pouquinho do Príncipe, do encontro, do gato, do brilho, do portal... CARAMBA!!!)

Na saída da prova de hoje eu, a Binhe e a Tati resolvemos dar um volta, tomar um suco e bater papo. Foi ótimo! Fazia bastante tempo que a gente não conversava de verdade, sabe? Com toda essa minha dedicação ao Príncipe, eu saía do colégio e corria para casa para encontrar com ele em Cosmopax... hehehe é o amor, Diário!

Mas aí, ficamos falando um tempão... Elas estão preocupadas com a minha relação com a Mari ter ficado tão ruim... Elas não entendem porque e, honestamente, eu não quero mais falar sobre isso. Disse que fico triste, mas que foi melhor assim. Pronto. Vamos mudar de assunto.

Aí, falamos sobre a Cassandra e tudo que envolve a menina. Eu decidi não contar do brilho (achei que podia parecer que estou maluca, né? Hahaha), mas contei do gato em Cosmopax. Elas acharam Suuuuuuuuuuuuuuuuper esquisito! Mas... a Tati disse que um dia viu um gato lilás andando sozinho em Cosmopax... ela achou estranho, mas não ligou muito na época. E quando viu o gato da Cassandra aquele dia, no carro, não conectou com Cosmopax.

A única coisa que pensei foi: MENOS MAL! Pelo menos o gato outra pessoa viu! Hahahahahaha Sou louca, mas não sou louca sozinha! Ta cada vez mais estranha essa história...será que mais alguém em Cosmopax tá vivendo a mesma coisa que eu?

Beijocas virtuais e reais, AHUHA!!!

Naninha

Capítulo XXVII

Maio de 2028

DIÁRIO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Como vai você, coisinha rosa mais fofa do mundo?? Espero que muito bem obrigada! Hahahahahahahaha

Ai, ai... o meu mundo também é mais mundo agora! Ele tem várias cores... Não, não... na verdade ele tem uma cor só: ele é verde! Bem verde!

Exatamente o que você poderia estar pensando: eu não apenas conheci o Príncipe e conversei com ele, como ele me beijou na boca!!!!!!!!!!!!!! Viu? Quem espera sempre alcança, como diria minha avó! Hahahaha

FOI DEMAIS!!! Vou contar: quando eu cheguei, ele não estava lá. Aí, sentei num banco e fiquei ali... entrei em Cosmopax e nem vi quanto tempo ele demorou para conectar. Quer dizer, eu achava que ele estava demorando... Na verdade, ele já estava ali, só que num outro banco me olhando...e como me distraí, não reparei!

Aí, ele chegou e disse:

- É você?

- Acho que sou eu... (olhei pra ele e senti um frio na espinha quando encarei aqueles olhos)

- Você não sabe se é você? (ele falou rindo, com um sorriso LINDO)

- Sei que sou eu... e, pela sua camiseta, eu sei que é você... mas não sei se sou quem você esperava... (na mesma hora que falei, me arrependi)

- Acho que é melhor do que eu esperava...

Pronto! Me apaixonei NAQUELA HORA!! A partir daquele momento percebi que a vida não teria mais sentido nenhum se eu não pudesse ver, falar e estar perto dele... vi que tudo o que a Mari sempre me falou (que eu devia me apaixonar, ou iria ficar sozinha) era verdade! Ficar apaixonada é uma delícia... estar ali com ele foi uma delicia... e ninguém que sente o que estou sentindo AGORA pode se conformar em ficar sozinho... o amor é junto e não separado, né? Senti falta da Mari, confesso... Ela seria uma ótima confidente para isso... :(

Bom, preciso contar que até minha mãe ta falando que estou acordando com uma cara de boba que ela nunca viu antes... Acho que ela sabe... dizem que as mães sempre sabem... deve ser verdade! :)

Bom, eu e o Príncipe tivemos só esse encontro até agora. Como ainda tenho outra semana de prova, achamos melhor nos encontrarmos no outro final de semana... Como eu vou sobreviver? Ah! Fácil, com amor, a lembrança do beijo na boca e Cosmopax!! hahahahahahahaha

Beijocas virtuais e reais! AHUHA!

Naninha

Capítulo XXVIII

Maio de 2028

Diário!

A semana ta demorando para passar, sabia? Um mooooonte de prova, um monte de coisas acontecendo e ainda o Príncipe... ai, ai... essa é a melhor coisa e a que mais me dá vontade de largar tudo e passar a tarde andando no parque com ele!! Hahahahahaha Ah! Se a gente não precisasse estudar na vida né? Mas precisa!!!! Então, só rezei pra semana passar logo.

Bom, tenho falado muito com o Príncipe em Cosmopax. Aí, aconteceu uma coisa estranha (mais uma!). A minha mãe entrou no meu quarto e eu estava falando com ele. Ela me perguntou quem ele era e eu respondi (mas não contei da minha paixão... fiquei com vergonha... ). Aí, ela disse:

- Mas ele é um Pixtar COMPLEXO! Você enlouqueceu Naninha???

Ela falou com um toque de... não sei dizer... ela estava chocada, acho. Eu expliquei que ele tinha ficado muito meu amigo e que até nos conhecemos pessoalmente. Falei também que ele era irmão de uma amiga minha da escola e tal...

Minha mãe continuou olhando para a tela chocada. E só me disse:

- Se ele é só seu amigo, ótimo! É bom que essa rixa entre Complexos e Genuínos tenha ficado pra trás. Mas não conhecemos a família dele. Tome cuidado. Você conhece o Código, um Genuíno e um complexo não podem ficar juntos. Eles são muito diferentes da gente! Isso pode causar problemas sérios.

Pensei com minhas teclas: como assim "um Genuíno e um Complexo não podem ficar juntos"??? Eu não quero ficar junto dele. Eu já estou completamente APAIXONADA por ele!!! Mããããããe... HELLO!!! Você acha que eu vou deixar uma rixa antiga de Cosmopax estragar tudo?

Mas não disse nada disso, claro. Nunca falaria assim com a minha mãe. Mas fiquei preocupada... será mesmo que existe esse problema entre Genuínos e Complexos? Até hoje? As pessoas não evoluíram?

Minha mãe sempre me contou que ela e meu pai fizeram parte do início da tribo dos Genuínos em Cosmopax. E o Príncipe me disse que os pais deles começaram o clã dos Complexos. Parece que houve uma espécie de guerra anos atrás... muito louco pensar isso né? GUERRA EM COSMOPAX!!! Só porque alguns pixtars são diferentes de outros... no fundo todos são almas. Mas a verdade é que ser Genuíno ou Complexo caracteriza o estilo de pessoa que você é... Por isso minha mãe ficou preocupada... e se a família dele me rejeitar porque sou Genuína? Será?????

Bom, vou conversar com o Príncipe sobre isso... mas duvido que aconteça alguma coisa grave! A gente é de outra geração né? Passou... (espero!!!)

Beijocas virtuais e reais,

Naninha


Capítulo XXIX

Maio de 2028

Oi Diário...

Já estamos no final da semana (GRAÇAS A DEUS) e amanhã faço a última prova!! Acho que fui bem em todas sabia? Também... estudei MUUUUUUUUITO! Nas horas vagas de estudo, o Príncipe me faz companhia em Cosmopax! Assim vamos nos conhecendo melhor...Hehehehe

Aí, na escola aconteceu uma coisa... a gente estava na classe e ia começar a prova de química, quando acabou a luz. Mesmo de dia, as classes ficam escuras sem luz, né? O professor falou que a gente podia sair um pouco para dar uma volta até que a luz voltasse.

Todo mundo ficou mega animado né? Só um atrasinho para fazer a prova já era uma verdadeira felicidade! Hahahaha. Teve gente que aproveitou para estudar mais, outros (como eu) aproveitaram para bater papo e dar uma relaxada antes de fazer a prova.

Então, fiquei ali sentada no pátio tomando sol (que ainda não estava quente demais) e a Cassandra veio conversar comigo. Coisa rara! Levei até um susto! Ela perguntou se eu tinha estudado, se eu estava bem e a última pergunta foi:

 - E meu irmão está te tratando bem?

- Quê? (assustada)

- Ah! Você sabe... ele ta sendo legal com você?

- Como... como você sabe?

- Ué... eu sei!

- Ele te falou?

- Não... só sei! Mas é bom você ficar de olho naquela menina ali, hein? (e apontou para um grupo de meninas conversando, entre elas, a Mari)

- A Mari? Por que? Acho que eles são amigos... (lembrando que eu não fazia ideia do que eles eram)

- Amigos? Pode até ser... mas é bom ficar de olho e não acreditar em tudo o que você vê ou ouve...

- Como assim?

 E aí, já estava falando sozinha. Ela já tinha sumido e a luz tinha voltado. Não sei se fui bem na prova de química. Foi muito difícil fazer e não pensar naquilo tudo... Quanto mais eu pensava, mais minha cabeça pirava! Foi complicado!

 Não fiquei chocada com a Cassandra saber da minha “amizade” com o Príncipe. Faz sentido né? Ela é irmã do menino! Já deve ter visto a gente falando em Cosmopax várias vezes... normal! Agora o que me intrigou foi a história com a Mari. Eu realmente não tinha descoberto nada da relação dela com o Príncipe. Mas agora vou perguntar direto pra ele! Seja o que Deus quiser! Chega de ficar criando coisas na minha cabeça! Vou falar!

 Boa sorte pra mim!!!!! :)

 Beijocas virtuais e reais,

 Naninha